Resenha O2: O menino do pijama listrado

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

livro o menino do pijama listrado

Você com certeza já deve ter ouvido sobre o filme ou até visto a obra "O menino do pijama listrado", me lembro que a primeira vez que vi o filme eu chorei tanto, mais tanto que achei que ficaria seca.  Hoje a resenha é sobre esse livro emocionante do escritor John Boyne.

SINOPSE: Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus. Também não faz ideia que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e a mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e para além dela centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. O menino do pijama listrado é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.
                                                               NOTA: 5/5


Ficha técnica:
Título Original: The Boy in the Striped Pyjamas
Autor: John Boyne, Oliver Jeffers
Ano: 2007
Editora: Seguinte
Páginas: 186
Amazon - Saraiva

O menino do pijama listrado conta a história de dois meninos que estão vivendo em meio a Segunda Guerra Mundial, Shmuel e Bruno, mas nunca em suas vidas sonhariam em se conhecer, criar uma amizade de laço duradouro em meio ao caos de uma guerra.


Bruno que acabara de completar nove anos se vê deixando Berlim e seus amigos por conta do serviço de seu pai ao qual ele não sabia muito bem o que o chefe da casa fazia. Deixando a movimentada Alemanha, ele se vê numa casa nova em uma cidade distante, longe de tudo que ele já conhecia e vivia.

livro o menino do pijama listrado

Como um menino qualquer de sua idade, Bruno adorava explorar, e resolveu que assim que tivesse uma brecha, ele exploraria sua nova região, tudo na casa já estava o deixando chateado, pois não tinha muito o que fazer. Foi numa dessas aventuras onde ele avistou Shmel, um menino que nasceu no mesmo dia em que ele e que sempre usava um pijama listrado. O único problema era uma cerca que o separavam de estarem juntos e brincarem, mas isso não fez com que se deixassem de lado e através de idas e vindas até a cerca, uma amizade incrível e pouco provável nasce.

livro o menino do pijama listrado

Eu sempre quis esse livro, foi em no Natal de dois mil e quinze que ganhei e não podia ter ficado mais feliz com o presente. É um livro que emociona, tanto pela temática da Segunda Guerra Mundial, pela amizade das crianças e a tristeza vivenciada pelos judeus naquela época.

O autor nos deixa presos para saber o final de todo o drama, e reflexivos em pensar que como um filho de comandante nazista se tornaria o melhor amigo de um judeu? Seria uma amizade impossível. Mas a pureza das duas crianças que nem sabe o que está acontecendo ao seu redor ultrapassa essa barreira. 

“- E se eu também tivesse um par de pijamas listrados? Aí eu poderia passar para o seu lado e fazer uma visita, sem que ninguém percebesse.
– Acha mesmo? Faria isso?
– É claro. Seria uma grande aventura. Nossa última aventura.”
O que podemos tirar dessa obra é que a maldade que assola o nosso país e o mundo está nos adultos, coração cheio de perversão e ódio uns com os outros. O menino de pijama listrado nos ensina que é possível viver em paz, respeitando as diferenças e viver em comunhão.

Você já leu ou assistiu ao filme? Me conta tudo nos comentários! 

Com amor,
Priscila.

30 comentários :

  1. Alguma coisa sempre acontece para que eu nao termine de ler esse livro ou assistir ao filme, mas preciso vencer isso ainda esta semana.
    Te sigo! Bjs.

    juliamodelodemodelo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. eu quero muito ler esse livro, o filme já vi mas o livro sempre é melhor né rs

    beijo
    Adoletas

    ResponderExcluir
  3. Eu não li o livro, mas assisti ao filme e é lindo demais ♥
    É triste, mas lindo.
    Aliás, preciso assistir de novo.

    https://heyimwiththeband.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Eu só vi o filme, mas o livro nunca consegui terminar. É uma história que me deixa pensativa demaiiis
    beijos
    www.blogbelezamake.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente para refletir, se colocar no lugar do outro, é tão bonito! <3

      Excluir
  5. Eu não sei nem o que falar, o filme eu assisto e choro haha.
    Imagina eu lendo.

    Beijos!
    www.pamlepletier.com/

    ResponderExcluir
  6. Já ouvi falar mais ainda não tive a oportunidade de ler e nem de ver o filme.
    Quem sabe agora no final do ano não sobra um tempinho:)

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oii, já assisti o filme, e agora me recuso a ler o livro :/
    Mas sua resenha saiu muito boa ^-^

    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Melissa! Ah, assiste sim, o livro tem mais detalhes! Fica a dica!

      Excluir
  8. O livro não cheguei a ler, mas o filme assisti e gostei bastante. :)

    Um beijo,

    www.purestyle.com.br

    ResponderExcluir
  9. É verdade. As crianças nascem puras, as coisas inseridas no cotidiano delas é que fazem elas virarem maldosas. Eu só vi o filme, mas pausa, acredite se quiser, vi uma cena só. Não tive a oportunidade de ver o filme completo, ainda. Mas já vou providenciar isso.
    Beijos!

    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
  10. Eu já assisti ao filme e achei muito emocionante.
    Não li o livro, mas deve ser bem melhor que o filme, já que livros são sempre melhores que os filmes.
    Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Adriana! Ricos em detalhes, vale demais a leitura! :*

      Excluir
  11. Nunca li o livro pq não curto esse estilo de leitura. O filme não vi pq não quero sofrer, nunca me recuperei de A Vida é Bela e esse deve ser tão triste quanto.

    Beijos/Kisses.

    Anete Oliveira
    Blog Coisitas e Coisinhas
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Vida é Bela, só de lembrar cai um cisco no meu olho! Lindo demais! :')

      Excluir
  12. Oi, Pri!
    Não li o livro e nem vi o filme, mas sei que é uma história de mexer muito o coração e eu sofro só de imaginar.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  13. Olá
    O filme dá uma tristeza e um choque de realidade. Nunca li o livro mas gostaria de saber como é o livro. Òtima indicação!
    Beijos e uma excelente semana!
    Blog DMulheresInstagramFanpage

    ResponderExcluir
  14. Olá Pri,

    Eu nunca tive vontade nem de assistir o filme e nem ler o livro. Sempre vejo elogios, mas sei lá, não me sinto curiosa sabe. Leituras deste porte com segunda guerra mundial e holocausto não leio e filme, até que assisto alguns, mas tem que me chamar rs. Xero!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem gênero que também só me chamando ou juntando a galera para assistir, eu te entendo. Se tiver uma oportunidade um dia, espero que consiga ler ou assistir ao filme. :*

      Excluir

Seja bem vindo(a) e obrigada por comentar! <3
Me encontre nas redes sociais: Instagram l Facebook l Pinterest

COPYRIGHT 2018 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - DESENVOLVIDO COM AMOR POR PISH AND POSH