search this blog

Andando sobre águas

25 setembro 2015


Ela estava tão nervosa que suas mãos estavam frias, “Vamos lá…não pode ser tão difícil, ou pode?”. Olhou as candidatas na sua frente: “Nossa, são lindas!” (Ok, Deus! Você caprichou na hora de fazê-las e me deixou um pouquinho assim meio cor de burro, beleza!). Ela começou sentir aquela sensação que o estômago já conhecia, o frio na barriga, e as lágrimas querendo descer. Nem pense chorar agora! Respira! O jeans desbotado, o All Star não ajudavam muito, em vista das lindonas vestidas pra uma noitada é claro! (Só pode né Deus!?) 

Aquela sensação ela já conhecia, da última vez foi quando olhou o edital do concurso que ela tanto queria fazer. Mas fazer pra que se já sabia que ia ser reprovada? Ou daquela vez que queria começar a aula de música. Mas para que, se a voz dela, era tão comum que não fazia diferença? Ou da vez que ganhou aquela viagem. Mas não foi porque iria sozinha. Nunca! A sensação foi aumentando, observava as meninas entrarem e saírem com sorriso no rosto. Ela foi se afastando, “Preciso sair daqui, não vou passar mesmo! Segura as lágrimas, ninguém precisa ver você chorar! Segura!”. Até que escuta: “Pedro!”. Ela para e se pergunta da onde vem esse pensamento, e de novo ela ouve: “Pedro!”

Ele estava num barco, num meio de uma tempestade, e no início ele achou que Jesus era um fantasma, até que disse “Senhor, se es tu manda-me ao teu encontro” Mateus 14:28. E Jesus disse: “Venha!”, e Pedro foi andando sobre águas, o alvo dele era Cristo, ele só olhava pra Jesus, ele só precisava do Senhor! E quando duvidou, Pedro começou a afundar. Foram segundos que ela parou entre a porta, e o corredor, sabia que ia ser a próxima. Ela deixou as lágrimas caírem e disse "Eu só preciso do Senhor, ele é meu alvo, ele sabe do que eu preciso não preciso ter mais medo! E sorriu. Quando ouviu seu nome, levantou e disse: Meu nome é....

Ela pode ser eu, você, ou alguma amiga sua, ou familiar, a questão é que até onde vai nossos medos? Até onde nós simplesmente deixamos ele nos dominar!? Eu tenho pavor de baratas, e acho que Deus criou para rir..é pra isso mesmo que você leu, rir. Ele olha lá de cima, me vê aos berros e rir! (Deus tem senso de humor, acredite). Mas brincadeiras a parte, o nosso alvo é Ele! Olhando pra Ele, meus medos vão embora! Ainda preciso trabalhar nisso, e alguns o Pai tem me dado a oportunidade de confrontá-los, é assim que crescemos, e isso é ótimo!

Eu deixei a minha apresentação por último, porque sou estranha, e a mais velha do grupo! Me chamo Thalita, mas gosto que me chamem de Tha, somos sete meninas ou mulheres e estamos aqui pra dividir um pouco do que acontece com a gente e como isso pode ser divertido para vocês. Amanhã a postagem é da caçula Vivi, mas antes que eu vá diz aí: "Você tem medo de baratas também?".





6 comentários:

  1. Amei e amei o texto...realmente o medo nos limita e nos faz desistir de sonhos...por isso precisamos nos lançar nos braços do Pai, no amor do Pai, pois o verdadeiro amor lança fora todo o medo!!

    ResponderEliminar
  2. Amei seu texto...realmente precisamos confiar em Deus...sei que é dificil temos medo como a menina citada a cima...porém com Deus conseguimos seguir em frente. Parabéns Tha. Bjos

    ResponderEliminar
  3. Parabéns pelo texto, muito bom! De fato, os medos limitam e nos impedem de alcançar nossos objetivos...

    ResponderEliminar

featured Slider

Show Sidebar (Default y )

Pinterest Gallery