search this blog

Cuide das minhas Ovelhas

13 agosto 2016




   "Luzes ofuscam minha visão, uma música alta invade meus ouvidos, à  frente um mar de pessoas estão dançando ou se pegando pelos cantos. O cheiro de bebida é impregnante. 
- Pensei que tinha dito ser apenas uma "festinha entre amigos".
- Sim, e você conhece meus amigos. Minha amiga da uma risada em meus ouvidos.
Meu peito está apertando , uma palavra não para de ecoar em minha mente. "Corra".
- Vamos lá vai ser divertido. Minha amiga me diz.
- Não sei , acho que não deveria estar aqui. - Respondo.
- Hey, você não precisa fazer nada que não queira, apenas dance e se divirta , não é pecado se divertir né?. - Ela diz.
- Não. - respondo ainda indecisa.
- Olha, Você quer interagir mais com a galera né? Você me disse que cansou em ser a garota não notada. Aqui está a sua oportunidade. Apenas divirta-se, Ok?. - Ela diz. 
Aceno com a cabeça em concordância. Ela me puxa pra pista de dança, começo a me mover timidamente, dois meninos se aproximam e dançam conosco. Palavras sussurram em minha mente. "Ovelhas Perdidas".
- Preciso sair pra pegar um ar . Minha amiga revira os olhos, mas concorda com a cabeça.
   Quando sinto o vento tocar minha pele, ele me traz algum tipo de conforto.
- Hey, você é caloura né?" - uma menina me pergunta. A reconheço, mas não lembro exatamente de onde.
- Sim. - respondo
- Já vi você em algum lugar. - Ela para pra refletir. - Hey, você não é a menina que canta na igreja aos domingos?
Fico imediatamente vermelha. Era só o que me faltava.
- Não. - Respondo.
-Tem certeza? parece tanto com você.
- Não, não sou eu. - Respondo rapidamente.
- É, o que uma menina cristã estaria fazendo aqui não é mesmo?  
- É.- é a única resposta que consigo pensar.
- Bom, eu estava afastada sabe? Mas naquele domingo minha mãe insistiu para que fosse com ela ao culto, pra ver se eu voltava pra Jesus. Senti a presença de Deus enquanto a menina cantava, decidi voltar pra Jesus pela unção que vi nela. Me senti atraída a esse lugar hoje sabe? Mas não pela vontade de beber ou dançar , não. Hoje foi diferente. Apenas me senti atraída a vir aqui. Desde de a hora que cheguei me pergunto "porque estou aqui?". Sinto que sesse lugar não é mais para mim. Na verdade acho que não é lugar para ninguém. Você consegue sentir o ambiente pesado?
- Sim, realmente esse ambiente não é para ninguém.
-  Talvez tenha vindo pra ter essa confirmação. Também não quero meus amigos aqui. Quero levá-los comigo.
- Isso é ótimo. 
- Sabe aquela menina abriu meu olhos naquele domingo, talvez ela possa abrir outros olhos nessa noite. Ela pisca pra mim.
Olho pra ela e sorrio.
- Me desculpa, nem sei porque vim. - A culpa invade meu coração.
- A intenção do coração. É isso Ele vê.- Ela me diz.
- Não é das melhores. Só queria que esse ano fosse diferente.
- Ele nota você, sabe?  Ele sempre me notou! Eu costumava me sentir excluída, rejeitada pelos mais populares (risos) . Mas Ele sempre me notou, eu que não O notava.
Sorrio.
- Me sinto tão culpada. - Cubro o rosto com a mãos.
- Leia João 21:15. 
- Conheço essa passagem. - Disse ao abrir no celular.
Depois de alguns segundos ela diz:
- Então talvez tenha sido esse o motivo de eu ter sida atraída até aqui. - Olhei para ela. Mas ela não estava falando comigo. -Te espero lá dentro.
Apenas assenti com a cabeça, confusa com sua atitude.
- O que eu faço agora? - Peguntei ao Único que poderia me direcionar.
- Vitória, você me ama? - Ouço Sua voz.
- Sim, Senhor, tu sabes que te amo.
- Cuide das minhas ovelhas. 
  As palavras me atingiram com toda força. Lágrimas começaram a se formar em meus olhos.
Então era isso, eu precisava cuidar daquelas "Ovelhas perdidas".
- Vitória, você me ama? - Ele torna a perguntar.
- Sim, Senhor, tu sabes que te amo.
- Cuide das minhas ovelhas.
  Aquelas palavras ecoavam em minha mente. 
  Estava horas naquela festa, apenas assistindo jovens e jovens se perderem. Tentando encontrar de forma errada, prazer, alegria , conforto ..
 Como posso ficar ali e assistir? Compactuar com aquilo? Aceitar aquilo? 
 Não foi o caso , mas poderia ter feito uma ovelha se perder novamente por me ver aqui pelo motivo errado.
 Com essa atitude senti que O estava negando.
-Vitória, você me ama? - Dessa vez sua voz estava tão doce, tão misericordiosa ..
- Senhor, tu sabes de todas as coisas e sabes que te amo. - Afirmo.
- Cuide das minhas ovelhas. - Ele me diz.
  Aquelas palavras penetraram em meu coração e trouxeram um alívio repentino. Trouxeram restauração. Alguns minutos se passaram ...
- Eu amo o Senhor e por ama-Lo, amo os que estão nessa festa. E por amá-los farei algo.
Entrei novamente e sorri ao ver minha mais nova amiga.
- Bom também não quero meu amigos aqui, na verdade não quero ninguém. Vitória.- Estendi a mão para ela.
- Emanuelle. Então vamos começar uma festa de verdade?!- Ela sorriu e segurou minha mão.
Avistei minha amiga se aproximar.
- Onde você estava? - ela perguntou.
- Falando com alguém que me notou.- Eu lhe respondi.
- Na verdade Ele notou todos nós. - Emanuelle disse.
E assim vários jovens se converteram a Cristo naquela noite. "

Ás vezes Deus usa os lugares mais impróprios para fazer a vontade Dele, não despedisse nenhuma oportunidade de pregar o Amor do Senhor. Muitos jovens estão perdidos por aí se contentando com alegrias passageiras. Eles dependem de mim e de você para alcança-los, para lhes mostrar a alegria, o amor permanente.
 Mas também tenha CUIDADO aonde vai e com que intenção está indo. isso apenas foi uma ilustração de que o Senhor pode fazer de uma situação improvável, algo sobrenatural. Mas VIGIEM ,  fiquem sempre atentos a voz do Espírito santo! Deixe que Ele guie vocês! Não vá a nenhum lugar onde você sabe que Ele não gostaria que fosse. Peça para ir e andar sempre conforme o prepósito Dele pra você!
Se deixe ser movido pelo Espírito Santo!


Tornou a dizer-lhe segunda vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Disse-lhe: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas.






0 comentários:

Enviar um comentário

featured Slider

Show Sidebar (Default y )

Pinterest Gallery